Injeção Diesel Common Rail

INJEÇÃO DIESEL COMMON RAIL

Bosch Common Rail System
Sistema de Injeção a Diesel Common Rail Bosch


O Sistema Common Rail Bosch é um moderno e inovador sistema de injeção diesel.

Ele foi desenvolvido para atender à atual demanda do mercado em relação à diminuição do consumo de combustível, da emissão de poluentes do maior rendimento do motor exigido pelo mercado. Para isto são necessárias altas pressões de injeção, curvas de injeção exatas e dosagem extremamente precisa do volume do combustível.

Com a introdução da primeira bomba injetora em linha fabricada em série no ano de 1927 estavam criadas as condições para o emprego do motor Diesel de alta rotação em veículos automotivos. O emprego da bomba injetora em linha, ainda hoje está em diversos veículos utilitários e motores estacionários, chegando a locomotivas e navios com potência de injeção de até 160kw por cilindro. Os diferentes requisitos para a utilização dos motores Diesel levaram ao desenvolvimento de diversos sistemas de injeção, adequados às respectivas exigências.

No sistema de injeção de pressão modulada "Common Rail" a produção de pressão e a injeção são acopladas. A pressão de injeção é produzida independente da rotação do motor e do volume de injeção e está no "Rail" ( acumulador de combustível de alta pressão) pronta para a injeção.

Momento e qualidade de injeção são calculados na unidade de comando eletrônica e transportados pelo injetor ( unidade de injeção ) em cada cilindro do motor através de uma válvula magnética ativada. Com o injetor e a alta pressão sempre eminente, obtém-se uma curva de injeção muito precisa.


Com a ajuda dos sensores, a unidade de comando pode captar a condição atual de funcionamento do motor e do veículo em geral. Ela processa os sinais gerados pelos sensores recebidos através de cabos de dados. Com as informações obtidas ela tem condição de exercer comando e regulagem sobre o veículo e, principalmente, sobre o motor.

O sensor de rotação do eixo de comando determina com o auxílio do efeito "Hall", se o cilindro se encontra no PMS da combustão ou da troca de gás. Um potenciômetro na função de sensor do pedal do acelerador informa à unidade de comando, através de um sinal elétrico, com que força o condutor acionou o pedal (aceleração).

O medidor de massa de ar informa à unidade de comando qual a massa de ar atualmenete disponível para assegurar uma combustão possivelmente completa. Havendo um turbo-compressor, atua ainda o sensor que registra a pressão de carga. De acordo com o veículo são conduzidos ainda outros sensores e cabos de dados até a unidade de comando para fazer cumprir as crescentes exigências de segurança e de conforto.